Vender pelo WhatsApp já é uma realidade para muitos negócios, sejam eles digitais ou físicos. No entanto, há algumas funções que precisam ser utilizadas com cuidado e cautela, para não acabar atrapalhando os resultados.

Exemplos dessas funções, se tratando do WhatsApp, são os Grupos e as Listas de Transmissão. Você sabe como funcionam e quais são os prós e contras de cada uma dessas estratégias? É sobre isso que vamos falar hoje.

Diferença entre Grupos de WhatsApp e Lista de Transmissão

A grande diferença entre listas de WhatsApp e Grupos, é a questão da entrega de mensagens. Num grupo, por exemplo, como o próprio nome já diz, você tem uma junção de diversas pessoas em um só “ambiente dentro do WhatsApp”, assim como acontece no Facebook.

Ao enviar uma mensagem dentro do grupo, todas as pessoas que estão nele receberão e poderão comentar (ou não, caso o grupo seja fechado). Mas todas elas receberão, sem exceções. 

Já as listas de transmissão são diferentes, mais semelhante ao e-mail marketing. Fornecem ao usuário uma experiência mais individual, despertando a sensação de exclusividade. E, por isso, geralmente é mais utilizada se tratando de negócios online. Nesse caso, você pode escolher quem receberá a sua mensagem e personalizar com base no interesse, gostos e etc.

Vender pelo WhatsApp: Prós e Contras de Grupos x Listas de Transmissão

Para alguns, a ideia de vender pelo whatsapp pode parecer bem simples. Você vai lá, adiciona vários contatos em um grupo e fica oferecendo seus produtos por ali. Mas, se você quer ter bons resultados, precisa ir muito além disso e começar a utilizar essa ferramenta da maneira certa.

Listas de Transmissão no WhatsApp

Tanto os grupos quanto às listas de transmissão tem uma ágil entregabilidade de mensagens. Mas, se você quer dar ao seu cliente a ideia de uma oferta exclusiva e até mesmo apostar na fidelização, eu considero as listas de transmissão opções melhores.

Além disso, outra opção super bacana das listas é que elas permitem que você segmente os usuários por gostos, sexo, idade, tamanho, interesse… E por aí vai. Assim você consegue enviar a mensagem certa para a pessoa certa, tendo muito mais chances de acertar na sua comunicação. 

Após enviar a mensagem, você ainda terá a possibilidade de dar um retorno individual a cada cliente, respondendo todas as dúvidas e sugestões num lugar mais particular, e não onde todos vejam, como acontece com os grupos.

Uma desvantagem da lista de transmissão é que o seu cliente só receberá suas mensagens se ele também tiver seu número adicionado aos contatos dele. Por outro lado, isso garante que ele estará recebendo mensagens de você porque realmente tem interesse no que você fala e vende. E, assim, suas chances de ser bloqueado ou marcado como spam são muito menores.

Grupos de WhatsApp

Aos olhos de alguns, os Grupos de WhatsApp podem parecer mais simples e práticos, mas não é bem assim. Porque eu digo isso? Bom, eu posso te citar alguns exemplos…

Eu já vi casos de clientes que estavam dentro de um “grupo business” e começaram a reclamar, lá mesmo, da própria marca. Também já vi casos de concorrentes que entraram disfarçados no grupo, pegaram o telefone de todos os clientes e começaram a oferecer produtos iguais ou semelhantes, só que em um preço muito mais em conta. 

Por essas e outras eu digo que, na minha opinião, grupos de whatsapp funcionam melhor para relacionamentos pessoais, algo para ter com suas amigas ou familiares. Mas, se tratando de posicionamento profissional, nem sempre é uma boa opção. 

Com um grupo, você não consegue ter um acompanhamento muito claro e detalhado de quem estará recebendo suas mensagens ou de como será o retorno dos clientes, como no caso de críticas e reclamações. Embora o WhatsApp permita que você tranque os comentários (onde apenas o administrador, no caso você, pode enviar conteúdo), essa não é uma opção muito boa se tratando de um negócio, pois parece que você deseja silenciar seus clientes.

Claro que, por outro lado, também tem seu lado bom. Se os seus clientes verem que há outros comprando e se interessando pela peça, e também tendo acesso a depoimentos satisfatórios de outros clientes, é muito interessante e tende a aumentar suas vendas (o famoso efeito manada). No entanto, como você não tem como controlar os comentários que serão positivo, daqueles que serão negativos, as coisas podem fugir do seu controle a qualquer momento.

Certifique-se que seus clientes tem interesse em receber suas mensagens

Independente da funcionalidade que você pretende utilizar para começar a vender pelo WhatsApp, é fundamental que você tenha certeza que seus clientes realmente desejam receber suas mensagens. Essa é uma etapa fundamental, que você não pode pular. 

Caso você não faça isso, corre o risco de ter sua conta bloqueada e até mesmo excluída. E, com isso, perderá seus contatos, históricos e, provavelmente, vendas. 

Além disso, se você optar por grupos, se atente para a quantidade. Se tiver muitos grupos com usuários que não tem o seu número salvo na agenda deles, isso também pode acabar resultando em uma suspensão. Então fique de olho para evitar consequências mais graves, que podem atrapalhar seu resultado.

Conclusão

Se eu tivesse que indicar para você as listas de transmissão ou os grupos para vender pelo WhatsApp, eu ficaria com a primeira opção. Eu acho as listas muito mais profissionais, com menores chances de dar algum erro que possa interferir nos seus resultados e maiores chances de fazer campanhas e ações de sucesso para o seu negócio!

Além disso, eu acho que a experiência do usuário com a sua loja conta muito e faz toda a diferença nos seus resultados. E, neste caso, você tem a possibilidade de tornar essa experiência ainda mais próxima e personalizada. 

Gostou das dicas? Então compartilhe nas suas redes sociais!

Aproveite para conferir outros conteúdos que também podem te interessar:

– Dicas de aplicativos para começar a vender moda online

– 12 dicas para ter um negócio de sucesso nas redes sociais

– A importância do WhatsApp para venda de moda online

– 6 passos para vender moda pelo WhatsApp