Vender em Marketplace é uma boa opção para quem trabalha com a venda de moda online? Para saber essa resposta, vem comigo e confira este conteúdo!

A Função Marketplace

Antes de tudo, é preciso que você saiba: para vender em marketplace, não é preciso ter uma loja virtual.

Mas o grande ponto é: vale a pena?

Essa ideia de Marketplace começou a ganhar mais notoriedade por volta de 2018, principalmente dentro das redes sociais.

Foi uma opção encontrada por muitos lojistas para divulgarem seus produtos e expandirem seus negócios.

Assim como o Mercado Livre e demais plataformas de vendas, as redes sociais também criaram seus marketplaces, como o Marketplace do Facebook e o Instagram Shopping. Sendo esses dois últimos, ótimas opções.

No entanto, quando o assunto são marketplaces como Mercado Livre, Shopee e outros, é preciso olhar com atenção para um ponto: as taxas, que geralmente são bem altas.

Todavia, tem também outro ponto: muitos consumidores utilizam essa plataformas diariamente para comprar. E não dá para negar que a quantia diária de tráfego são altas.

Dito isso: vale ou não a pena vender em Marketplace?

A resposta é: depende!

Aposto que por essa você não esperava, não é mesmo?

É preciso analisar

Uma resposta pronta e um direcionamento conclusivo é o que muita gente quer, mas a verdade é que depende.

Vender em marketplace não é bom, nem ruim. Vai variar de acordo com seus objetivos e modelo de negócio.

No entanto, como dito: é preciso analisar e conhecer suas opções. Segue abaixo algumas.

Mercado Livre

Sem dúvidas, o mercado livre é uma opção muito conhecida e também utilizadas por lojistas.

No entanto, é preciso ceder uma porcentagem da sua venda, por conta das taxas que são cobradas. Isso significa que você terá que deixar dinheiro por lá.

Ao optar por vender no mercado livre, você precisará ter ciência de todas as taxas inclusas e, para compensar, dar uma “mexidinha” no seu preço, para não acabar operando em prejuízo.

Por outro lado, lá você terá uma alta visibilidade, por conta do tráfego diário de pessoas acessando a plataforma.

Shopee

Outra plataforma que está crescendo muito quando o assunto é vendas online, é a shopee.

Antigamente muito utilizada para compras do exterior, principalmente da china, hoje em dia os comerciantes brasileiros também dominam a rede.

No entanto, assim como o mercado livre, além de serem cobradas taxas, você também corre o risco de passar uma imagem “menos profissional” do seu negócio, ao estar nessa plataforma – onde os preços geralmente também acabam sendo mais baixos, para se manter competitivos.

É uma opção ruim? Depende! Tem lojistas que vendem e conseguem ótimos resultados lá.

Eu não indicaria, até porque acredito que tem outras opções muito melhores (e que não te cobram taxas, nem comprometem sua credibilidade), nas quais você pode apostar. Mas isso não significa que você deva ignorar a oportunidade de TESTAR.

Afinal, vá que funcione super bem para o seu negócio, não é mesmo?

Marketplace do Facebook

O Marketplace do Facebook pode ser um grande aliado para conseguir mais vendas. E o melhor: sem taxas.

É uma opção criada justamente para facilitar e estimular às empresas à utilizarem o Facebook como ambiente para venda, concentrando cada vez mais usuários na plataforma.

Além disso, o Brasil é o terceiro país com maior número de usuários na plataforma (são mais de 120 milhões ativos).

O que isso quer dizer? Que as chances do seu público-alvo estar aqui e ter pessoas interessadas pelo seu produto, são grandes.

Vale saber: seu público está lá? Ele utiliza essa funcionalidade? É vantajoso para você? Teste e descubra!

Quer saber mais sobre o Marketplace Facebook e como vender mais utilizando essa funcionalidade? Então CLIQUE AQUI.

Instagram

Há também o Shopping do Instagram, que pode ser comparado com o Marketplace do Facebook. A maior diferença está que, enquanto o Facebook não tem método de pagamento próprio, pelo Instagram você pode vender diretamente pela rede social, em poucos cliques.

Além disso, não é novidade: o Instagram é uma rede poderosa para vendas online. Como lojista de moda, você precisa estar lá!

Como Vender em Marketplace

Quando o assunto é vender em Marketplaces, você precisa aprender COMO VENDER em Marketplaces.

Como tudo, é preciso estratégia. Não é apenas colocar seu produto lá e torcer para que venda!

Também é importante estar atento(a) a um ponto: muitas pessoas podem ver os produtos vendidos em Marketplaces como algo que já foi usado ou de pouco valor. Neste caso, você pode ter desvantagem.

No entanto, cabe a você se posicionar de maneira estratégica e profissional, gerando valor no seu produto e evidenciando a qualidade do que você vende.

Quer vender em marketplace? Então veja 3 dicas abaixo:

Crie títulos e fotos atrativos 

Aproveite esse espaço para diferenciar e mostrar como o seu produto realmente é!

Tire fotos de qualidade, capriche na sua captura e preze pela qualidade de sua imagem. Afinal, fotos vendem.

Outro ponto são os títulos: você terá que criar estratégias para atrair o seu público e utilizar palavras-chaves para que seus produtos sejam facilmente encontros.

Ou seja, pense como seu público pesquisa pelo seu produto e elabore títulos com essas palavras.

Informações do produto

Outro ponto que irá chamar atenção do seu público é a informação do seu produto.

Aqui você terá que se pôr no lugar do seu cliente e elaborar uma descrição do seu produto detalhada e atrativa, que desperte o desejo da compra (foque nos diferenciais!).

Seja claro, especifique os tamanhos, as cores disponíveis, valores e demais informações que podem chamar a atenção e contribuir para que a venda aconteça.

Não poupe nos detalhes. Toda a informação é essencial para vender o seu produto.

Atenção ao seu público

Ninguém gosta de um vendedor que não dá atenção, não é? Pois é, este tópico será a alma para vender o seu produto no Marketplace.

Responda os seus clientes o mais rápido possível e mostre que você está à disposição. Dê atenção para que seu público possa opinar sobre o seu produto, tire dúvidas (afinal, cliente com dúvida não compra) e tenha um atendimento ágil e de qualidade.

Lembre-se: um cliente satisfeito atrai outros clientes (e o contrário também acontece: um cliente mal atendido pode impactar negativamente outras pessoas que poderiam vir a ser seus clientes!).

Gostou desse conteúdo? Foi útil para você? Então envie seu feedback, dúvidas e sugestões de novos temas para o e-mail contato@vendamodaonline.com.br.

Continue lendo: