Você separa o seu dinheiro do dinheiro da sua loja de moda? Caso a resposta seja não, cuidado, pois você está cometendo um erro que pode colocar em risco o seu negócio.

Dito isso, eu criei esse conteúdo exatamente para falar sobre esse ponto das suas finanças e te mostrar como separar o dinheiro de pessoa física do dinheiro da empresa (e a importância que você faça isso!).

Como separar o dinheiro de pessoa física do dinheiro da empresa

Que atire a primeira pedra quem nunca pegou o dinheirinho que recebeu daquela cliente no final de semana e aproveitou para passar no supermercado.

É, eu sei que isso acontece. E, às vezes acontece muito. Mas é preciso estar alerta, pois usar o dinheiro que recebeu através da sua empresa na sua vida pessoal pode ser extremamente prejudicial para suas finanças. Na verdade, esse é um dos erros mais graves que você pode cometer quando o assunto é gestão.

A gravidade dessa atitude passa despercebida e isso é mais comum do que se imagina. Na verdade, pegar o dinheiro que deveria ir pro seu negócio pode até mesmo em um hábito. É aí que fica ainda pior…

Mas agora que você já sabe que o dinheiro que entra na sua empresa não é seu (ele é da sua empresa), você já está no caminho certo. O próximo passo é aprender a como separar o dinheiro de pessoa física do dinheiro da empresa.

Defina o seu salário

O primeiro passo para aprender a como separar o dinheiro de pessoa física do dinheiro da empresa, é definir qual será o valor que a sua empresa vai te pagar para trabalhar nela.

Afinal de contas, apesar de você ser dona do seu negócio, você trabalha para ele, não é mesmo? Sendo assim, ele te paga um salário que se chama pró-labore.

Todos os meses você recebe o mesmo salário. Todos os meses você retira somente o valor que pagará as suas contas pessoais e isso não muda.

Inclusive, esse valor precisa fazer parte dos custos fixos do seu negócio (ensino sobre isso neste curso).

Mas como separar esse valor para não misturar um dinheiro com o outro?

Bom, particularmente eu gosto de fazer uma analogia sobre isso. Por exemplo, os bolsos da calça, onde cada bolso representa um dinheiro.

O bolso esquerdo representa o dinheiro da empresa. Ele é usado para pagar as contas e despesas que sua empresa tem. Já o bolso direito representa o dinheiro que é seu. Ele é o salário que você recebe de sua empresa para poder gastar em sua vida pessoal.

Agora, suponhamos que você pegue um pouco do dinheiro do seu bolso esquerdo e coloque no seu bolso direito. Só isso já causou um prejuízo significativo no caixa da sua empresa.

Por isso que você deve evitar o máximo possível de pegar o dinheiro da sua empresa para gastar com suas contas pessoais. Eu sei que muitas vezes as pessoas se apertam e acabam tomando essa medida. Mas se puder evitar, evite.

Encerrando essa analogia, agora você pode mudar a palavra “bolso” por qualquer outra palavra, pode ser gaveta, conta-corrente, conta-poupança, qualquer coisa. Mas o importante é você saber definir o que cada bolso é.

Clareando um pouco mais a sua visão, consegue perceber que não é tão complicado assim? A complicação está apenas em sua cabeça e nos seus hábitos. Separar o dinheiro de pessoa física do dinheiro da empresa é bem simples, não concorda?

O lucro da empresa não é o seu salário

Você tira o dinheiro da sua empresa e logo na sequência consegue repor ele sem ter prejuízo? Caso não consiga, isso é grave.

Mas a verdade é que você deve ter um salário, como falamos anteriormente. E o lucro da sua empresa não é o seu salário!

O mesmo vale para os produtos da sua loja. Se alguma vez você já pegou uma blusinha para você ou para dar de presente, você está tirando dinheiro do seu negócio e, quando isso não entra no planejamento, esses “pouquinho em pouquinho” criam um rombo na sua conta.

Quando você vê, está em uma bola de neve: operando no vermelho e sem sequer saber.

Então, está na hora de começar a pôr em prática a forma que você aprendeu hoje sobre como separar o dinheiro de pessoa física do dinheiro da empresa

Tenha uma gestão eficiente e aumente o lucro do seu negócio de moda

Eu quero te ensinar a fazer sobrar dinheiro na conta da sua empresa no final do mês, tendo total conhecimento das finanças do seu negócio, lucro, meta, prejuízo, precificação e tudo mais.

Foi por isso que criei o Workshop Aumente Seu Lucro. Um curso 100% voltado para gestão, onde eu vou te ensinar a duplicar o lucro do seu negócio de moda em até 60 dias!

São 5 aulas ao vivo de mais de 2h cada, certificado, planilhas prontas para você utilizar e fazer toda a gestão do seu negócio + suporte especializado com a minha equipe.

Leia mais: